ADVENTO – Celebrar em Família – 3º Domingo (15/12)

TERCEIRA CELEBRAÇÃO – III Domingo do Advento

A vela dos pastores: a alegria (Preparado o ambiente, acendem-se as duas velas das celebrações anteriores. Enquanto se acendem essas duas velas, pode-se entoar um canto de Advento, como Quando virá, Senhor, o dia… ABERTURA

D: Vem, Senhor Jesus, causa de nossa alegria! T: Vem Senhor Jesus! D: Hoje é o terceiro Domingo do Advento, o domingo “Alegrai-vos”, o domingo da alegria pela próxima vinda do Salvador, na celebração de sua primeira vinda ao nascer em Belém. Vamos acender avela dos pastores. Foram eles os primeiros a receberem a notícia do nascimento de Deus entre os homens, notícia que os encheu de alegria. PALAVRA DE DEUS D: Ouçamos a Palavra de Deus que nos conta como os pastores receberam a alegre notícia do nascimento do Salvador em Belém. L: Do Evangelho segundo Lucas (2, 8-17). Naquela região havia pastores que passavam a noite nos campos, toando conta de seu rebanho. Um anjo do Senhor apareceu aos pastores, a glória do Senhor os envolveu em luz, e eles ficaram com muito medo. O Anjo, porém, disse aos pastores: “Não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria, que o será para todo o povo: Hoje, na cidade de Davi, nasceu para nós um Salvador, que é o Cristo Senhor. Isto vos servirá de sinal: Encontrareis um recém-nascido envolvido em faixas e deitado numa manjedoura”. E, de repente, juntou-se ao anjo uma multidão da corte celeste. Cantavam louvores a Deus, dizendo: “Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz na terra aos homens por ele amados”. Quando os anjos se afastaram, voltando para o céu, os pastores disseram entre si: “Vamos a Belém ver este acontecimento que o Senhor nos revelou”. Os pastores foram às pressas a Belém e encontraram Maria e José, e o recém-nascido, deitado na manjedoura. Tendo-o visto, contaram o que lhes fora dito sobre o menino.

REFLEXÃO D: Os profetas haviam anunciado que o Messias haveria de nascer em Belém. Os primeiros que receberam a notícia do seu Nascimento foram os pastores. “Hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós um Salvador, que é Cristo Senhor. Isto vos servirá de sinal: Encontrareis um recém-nascido envolvido em faixas e deitado numa manjedoura”. Cheios de alegria foram em busca do Salvador e o encontraram com Maria e José colocado numa manjedoura. Também nós devemos estar atentos às mensagens dos enviados de Deus. Devemos apressar a ir ao encontro do Senhor que nasce. Nós o encontramos na humildade e na simplicidade da criança, do pobre, do necessitado. (Aqui o dirigente pode abrir espaço para uma breve partilha da Palavra ouvida.)

ACENDIMENTO DA VELA

D: Vamos acender agora a terceira vela da Coroa de Advento, a vela dos pastores, a vela da alegria. (Enquanto se acende a terceira vela, a vela dos pastores, canta-se a terceira estrofe do canto Uma vela acendemos ||:Três velas acendemos neste momento. * É a terceira vela da coroa do Advento.:|| ||:Uma voz que clamava no deserto, falou: Preparai os caminhos do Senhor!:|| ||:Vem, vem Jesus! Vem, vem Jesus! * Que nos ilumine a tua luz!:|| (Ou a terceira estrofe do canto Senhor, vem salvar (Apêndice, n. 1).)

ORAÇÃO

D: Olhando paras as velas acesas, rezemos um momento em silêncio. (O dirigente continua:) Ó Deus da alegria, quisestes ser o Emanuel, o Deus-conosco em vosso Filho Jesus Cristo. O vosso anjo anunciou aos pastores: “Não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria, que o será para todo o povo: Hoje na cidade de Davi, nasceu para nós um Salvador, que é o Cristo Senhor”. Vigiando no campo e cuidando das ovelhas os pastores estavam atentos aos vossos sinais de Salvação. Tendo encontrado o Menino voltaram glorificando a vós pelas maravilhas que realizastes, enviando-nos vosso Filho. Fazei que, a exemplo dos pastores, ouçamos a boa-nova da manifestação da alegria e da felicidade que Jesus, o vosso Filho amado, nos trouxe. Que possamos todos ser causa de alegria e de felicidade para os que procuram a paz e a felicidade, ser luz e aconchego para os pobres e os sofredores. Por Cristo, nosso Senhor. T: Amém. (O dirigente pode despertar algumas preces espontâneas.) D: Agora, rezemos juntos a oração que o Senhor nos ensinou: T: Pai nosso… D: Saudemos Maria, a causa da nossa alegria, que em Belém apresentou o seu Menino aos pastores, motivo de grande alegria para eles e para toda a humanidade: T: Ave Maria… (Aqui pode-se entoar um canto como Da cepa brotou a rama

BÊNÇÃO

D: (Todos fazendo o sinal-da-cruz:) Deus nos abençoe e conserve em nós a sua alegria, o Pai e o Filho e o Espírito Santo. Amém.

franciscanosrondinha.com.br

compartilhar